Asociación de Editoriales Universitarias de América Latina y el Caribe

Previous
Next
Associação de Editoras Universitárias da América Latina e do Caribe
Boletim da EULAC

Ano 2022, Vol. 17, Agosto

«Compartilhando nosso conhecimento com o mundo»
A EULAC está integrada por:
ABEU, Red Nacional Altexto, ASEUC, REDUCH, REUN,
REUP, REUDE, SEDUCA, EU PERÚ y EDUPUC.

Historiar os povos indígenas na Costa Rica: um convite

Alejandra Boza Villarreal

Pesquisar a história dos povos indígenas é uma escolha muito inusitada na Costa Rica. Isso pode parecer estranho para acadêmicos que conhecem melhor outras regiões da América Latina, onde a questão indígena tem sido uma área fértil e de longo prazo para pesquisas sobre o passado.

Recomendações editoriais

Descolonizar o conhecimento maia

Juventudes indígenas no México

Os mercados de trabalho na América Latina

Neurociência e criatividade

Agenda

4ª Feira Virtual das Editoras Universitárias

8 a 12 de agosto

LéaLA, Feria del Libro en Español y Festival Literario

25 a 28 de agosto

FILUNI

30 de agosto a 4 de setembro

Forum Edita Barcelona

6 e 7 de setembro

Tigres e aves: uma das representações mais abundantes na iconografia indígena da Mesoamérica de danças com máscaras

Henry O. Vargas Benavides

Grande parte do atual território do México e da América Central formou uma área com uma série de traços culturais, com características comuns e ao mesmo tempo dissimilares elementos, aos quais se conhece como Mesoamérica. Identificaram-na no período pré-hispânico; no entanto, apesar do colonialismo, da ascensão das repúblicas independentes e da modernidade, vários desses atributos ainda estão presentes na vida dos povos indígenas dessa grande área.

Das redes

EDUPUC: um projeto editorial coletivo para o século XXI

Desde 2008, e há 14 anos, EDUPUC tornou-se uma rede fundamental para a produção editorial costarriquenha e sua visibilização internacional, através de várias iniciativas e projetos, entre os quais se destacam as coedições entre as cinco editoras.

Trucho

Argentina

Falso, fraudulento. Provavelmente derivado do trucco italiano, ou seja, da maquiagem. É usado para indicar que algo não é original, mas uma cópia barata, de má qualidade, ilegal ou contrabandeada, e para se referir a alguém que parece ser o que não é. Seu substantivo feminino, trucha, tem o significado curioso de boca. Como adjetivo, trucho ganhou um merecido lugar no bondi da Real Academia Espanhola. Bondi: colectivo, ônibus.
Compartir este contenido
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
  • ¡Únete a la comunidad de editoriales universitarias más grande de América Latina y El Caribe!

    Un espacio para crear alianzas, promover el conocimiento y alcanzar nuevas audiencias.